Adiar a maternidade através da Criopreservação - saiba mais sobre essa alternativa

Falar sobre as conquistas da mulher na sociedade ao longo das últimas décadas soa clichê. Ela controla grandes empresas ou ocupa cargos de extrema relevância.

Países como Alemanha, Chile, Argentina, Finlândia, Índia e Irlanda têm uma mulher como chefe de estado ou governo. Algumas até já viraram ídolos no futebol. E, quando querem, ainda têm tempo para tarefas que já eram delas – cuidam da casa, do marido (quando há), fazem compras etc.

A mulher já quebrou o tabu do sexo casual, e, há vários anos, o controle da natalidade via anticoncepcionais foi revolucionário e ampliou seu poder sobre o próprio corpo.

A grande novidade é a possibilidade de retardar o envelhecimento de seus próprios óvulos, garantindo a fertilidade, independente da idade.

Seja em nome da carreira, ou por não ter encontrado o parceiro ideal, o congelamento de óvulos surge como alternativa para as mulheres que desejam postergar a gravidez sem que haja prejuízo à fertilidade.

Adiar a maternidade pela técnica de Congelamento de Óvulos

O congelamento de ovulos – técnica disponível há pouco tempo, com resultados extremamente positivos – tem sido alternativa para um número cada vez maior de mulheres que se dedicam à construção de uma carreira sólida.

Afinal, adiar a gravidez é uma opção fácil, através de uma série de métodos contraceptivos bastante eficazes.

Mas, postergar demais pode se tornar um problema, pois, após os 35 anos, existe uma perda gradativa e natural da quantidade e qualidade dos óvulos, que pode levar à infertilidade.

“Congelar meus óvulos é uma ideia que me agrada, e aumenta meu sentimento de liberdade. Tenho planos de, em breve, recorrer à técnica para preservar minha fertilidade, sem abrir mão da minha carreira, pois sonho em ter filhos, mas não agora”, relata Anelise Duarte, 33.

Segundo o médico Selmo Geber, “o congelamento surge como uma boa opção para uma gravidez tardia e bem-sucedida no caso de mulheres que, em nome da carreira e do crescimento profissional, têm adiado o sonho da maternidade”.

A técnica já alcança 40% de sucesso – percentual de gravidez alcançada através de fertilizações in vitro a partir de óvulos congelados –, um dado que transmite segurança e tranquilidade às mulheres que desejam se submeter ao procedimento.

“Atingimos uma taxa quase equivalente aos procedimentos realizados com óvulos frescos. Um número surpreendente”, comemora Selmo Geber.

7217
Agendar uma Consulta

Dúvidas? Fale Conosco!

Nome*

E-mail*

Telefone*

Unidade

Assunto*

Sua mensagem*

Essas informações também lhe serão úteis: