Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

5 dúvidas sobre como é feita a escolha do embrião na fertilização in vitro

5 dúvidas sobre como é feita a escolha do embrião na fertilização in vitro

As técnicas de reprodução assistida aumentaram as chances de casais realizarem o sonho de ter filhos. Mas, por mais que essas taxas de sucesso tenham aumentado, ainda existem muitas dúvidas sobre a formação do embrião e a fertilização  in vitro (FIV).

Nesse processo, o embrião é cultivado em laboratório e só depois é transferido para o útero. No post de hoje, abordaremos 5 dúvidas frequentes relacionadas à escolha do embrião na reprodução assistida. Continue a leitura e saiba mais!

1. Posso escolher o sexo do bebê?

Essa é certamente a maior dúvida dos casais e, provavelmente, um dos seus maiores desejos.

Tecnicamente é possível ser feito. A técnica é feita há mais de 20 anos, porém, no Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) pode autorizar a escolha, em situações especiais, quando há possibilidade de uma doença determinada pelo sexo, como a hemofilia.

2. A criança pode nascer com problemas?

Qualquer criança pode nascer com uma doença genética ou malformação, mas isso pode ocorrer no método de concepção natural ou em laboratório. Em determinados casos, existe até uma chance menor de malformação em processos de FIV, pois há hoje recursos para evitar que o embrião implantado seja portador de alguma doença previamente conhecida.

Os problemas que podem acontecer não estão relacionados à escolha do embrião, uma vez que o médico seleciona apenas os que têm mais chances de se desenvolver no útero, mas aos aspectos genéticos dos pais, além da idade da mãe. Acima dos 40 anos, há uma chance crescente de o embrião apresentar uma anomalia genética.

3. É possível escolher características físicas?

Não. As características físicas não podem ser selecionadas. Apenas em casos de doenças genéticas com risco previamente conhecido podem ser selecionadas.

4. Posso engravidar de gêmeos?

A chance de ter gêmeos em tratamento com reprodução assistida é maior do que em ciclos naturais (em torno de 5% dos casos). Isso não tem relação com a escolha dos embriões, mas com a quantidade deles.

Hoje, técnicas mais modernas favorecem o uso de menos embriões, o que reduz a possibilidade de gêmeos. O CFM determina que a quantidade de embriões utilizados deva variar conforme a idade da mulher (em caso de doação, a idade considerada é a da doadora, não da receptora), da seguinte forma:

5. É certeza que vou engravidar?

A taxa de sucesso da FIV fica em torno de 5% a 60%, dependendo da idade da mulher e da causa da infertilidade. Ela é a técnica de reprodução assistida que apresenta maiores taxas de sucesso.

Essa pode ser a oportunidade que muitos casais esperam para poder gerar um filho.

Gostou do nosso post sobre embrião e FIV? Ainda tem dúvidas sobre a FIV? Entre em contato conosco e entenda melhor como funciona a reprodução assistida.

5 dúvidas sobre como é feita a escolha do embrião na fertilização in vitro
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
Quais são os principais sintomas do aborto?

Uma em cada seis mulheres sofre aborto espontâneo, uma das complicações mais comuns do primeiro trimestre da gravidez. As causas mais comuns associadas à perda de gravidez são as malformações uterinas e as alterações genéticas. Em uma grande parte das […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco