agendamento de consulta

Passo a passo: veja como a Fertilização In Vitro (FIV) é feita

Passo a passo: veja como a Fertilização In Vitro (FIV) é feita

Passo a passo: veja como a Fertilização In Vitro (FIV) é feita
Avalie esse artigo:

Para realizar o sonho da gravidez, muitos casais recorrem à Fertilização In Vitro (FIV), também conhecida como “Bebê de Proveta”. Por essa técnica, os gametas (óvulos e espermatozóides) são coletados e, a fecundação é feita em laboratório. Depois, os embriões formados são transferidos para o útero.Esse é o tratamento mais realizado por causa de sua elevada eficácia. A seguir, veja o passo a passo de como a Fertilização In Vitro é feita e tire todas as suas dúvidas.

Passo 1: Consulta com o médico especialista

A consulta com o médico especialista em reprodução humana é essencial para identificar a razão para a dificuldade de engravidar. Por isso, é necessário que o casal seja avaliado através de anamnese, exame físico e exames complementares.

Depois de identificada a causa, o tratamento individualizado é indicado. Em caso de indicada, a Fertilização In Vitro será iniciada como seguido abaixo:

Passo 2: Estimulação ovariana

O tratamento é iniciado com a estimulação ovariana para induzir o crescimento de vários folículos, que contem os óvulos em seu interior. Com um maior numero de óvulos, consegue-se um maior numero de embriões a serem selecionados para transferência e isso leva a um aumento das chances de gravidez.

Nesse período, hormônios são prescritos por um período de 10 a 28 dias. O desenvolvimento dos folículos é monitorado por meio de ultrassom e exames de sangue para a checagem dos níveis hormonais.

Passo 3: Captação dos óvulos e obtenção dos espermatozóides

Quando os folículos atingem o tamanho adequado, realizamos a coleta dos óvulos. Esse procedimento é feito com uma agulha fina que é introduzida dentro cada folículo (punção), passando pelo fundo da vagina, sendo guiado por ultrasonografia. O liquido folicular é aspirado, colocado em tubo de ensaio, especial e levado ao microscópio para identificação do óvulo. Para esse procedimento, a mulher receberá uma anestesia por sedação, para não sentir dor e tem duração de 5-a 15 minutos.

No mesmo dia, os espermatozóides são coletados e, em seguida, preparados para serem colocados junto aos óvulos (FIV clássica) ou serão selecionados para que um único espermatozóide seja injetado diretamente dentro de cada óvulo, utilizando-se uma micro agulha, através de um microscópio especial –Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide (ICSI). Aproximadamente 18 horas depois, confirma-se se houve a fertilização, através de um microscópio.

No dia da punção, a paciente irá iniciar o uso de outro hormônio para auxiliar no preparo do útero, para receber os embriões.

Passo 4: Fertilização e desenvolvimento embrionário

Após a confirmação da fertilização, os óvulos fecundados são observados diariamente para avaliação do desenvolvimento dos embriões e seleção dos mais adequados para transferência.

A partir do dia seguinte à confirmação da fertilização, eles passam a se chamar embriões. Nos dias 2 e 3 estão em estágio de clivagem, no dia 4 em estágio de mórula e nos dias 5 e 6, em estágio de blastocisto. De acordo com o seu desenvolvimento, serão selecionados para transferência ou congelamento.

Nesse período em laboratório, eles ficam em condições especiais para permitir o melhor desenvolvimento e maximizar a chance de gravidez.

Passo 5: Transferência dos embriões

A transferência dos embriões para a cavidade uterina é feita de 2 a 5 dias após a coleta dos óvulos. A decisão sobre o melhor momento a se fazer a transferência dos embriões é individualizada, de acordo com cada caso.

O procedimento é feito de maneira rápida e indolor.

Passo 6: Teste de gravidez

Após a transferência dos embriões, deve-se esperar 9 a 12 dias para se fazer o exame que irá confirmar se a gravidez aconteceu.

Se o resultado for positivo, a paciente deverá realizar a ultrassonografia vaginal para a identificação do saco gestacional, uma e duas semanas depois e, assim, confirmar a gravidez clínica.

A Fertilização In Vitro é o tratamento realizado com mais frequência por ser justamente a opção da medicina reprodutiva que oferece mais chances de gravidez para casais que enfrentam dificuldades em engravidar.

Agora que você já sabe qual é o passo a passo da Fertilização In Vitro, continue a leitura e veja também as causas e tratamentos para a infertilidade masculina e feminina.

Avalie essa postagem:

Passo a passo: veja como a Fertilização In Vitro (FIV) é feita
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
Mito ou verdade: café pode provocar aborto?

Mito ou verdade: café pode provocar aborto?Avalie esse artigo: Durante a gravidez, ou até mesmo no preparo para a concepção, é comum que as futuras mães busquem uma alimentação mais balanceada e saudável, evitando substâncias que possam prejudicar a evolução da gestação e […]

Leia mais

Este post foi visto 112 vez(es).

Vitaminas e fertilidade masculina: conheça 4 que podem auxiliar

Vitaminas e fertilidade masculina: conheça 4 que podem auxiliarAvalie esse artigo: Os espermatozoides são produzidos nos testículos. O processo de produção e maturação demora cerca de 70 dias. Eles possuem algumas características específicas que são essenciais para sua qualidade e para a fertilidade. […]

Leia mais

Este post foi visto 109 vez(es).

Descubra o que é a síndrome de Klinefelter

Descubra o que é a síndrome de KlinefelterAvalie esse artigo: Pouco conhecida, a síndrome de Klinefelter está entre as causas de infertilidade masculina. Trata-se de uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo X extra no par sexual. Ou seja, […]

Leia mais

Este post foi visto 105 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco