agendamento de consulta

Diagnóstico genético pré-implantacional (PGD)

Diagnóstico genético pré-implantacional (PGD)

O Diagnóstico Genético Pré-Implantacional (PGD) é um tratamento que permite identificar alterações genéticas nos embriões antes de sua transferência ao útero. Assim, casais com alto risco de transmissão de doenças genéticas, para os descendentes, podem reduzir esse risco ao identificarem os embriões saudáveis antes da transferência dos embriões.

Esse tratamento permite que se evite que embriões portadores de doenças nos genes ou cromossomos sejam transferidos para o útero e desenvolvam uma gravidez.

O tratamento é feito da mesma forma que uma FIV/ICSI habitual. Quando os embriões tem 3 (clivagem) ou 5 dias (blastocisto), antes de se fazer a transferência, realizamos uma biopsia em cada embrião para retirada de uma ou mais células.

A biopsia é feita com o auxilio de um Laser que abre a zona pelúcida (“membrana” que reveste o embrião) permitindo a retirada das células. A análise das células pode ser feita por diversas técnicas, sendo selecionada de acordo com a doença a ser estudada. Após o resultado, os embriões que não apresentaram alterações  são transferidos para o útero.

As taxas de gravidez são semelhantes à observadas nos ciclos de FIV/ICSI habituais.

Todas alterações cromossômicas e todas doenças gênicas capazes de serem identificadas pelos métodos diagnósticos podem ser estudadas. A alteração cromossômica mais comum e conhecida é a trissomia do 21 mas hoje podemos utilizar o PGD para estudar todos os cromossomos e suas alterações com uma eficácia extremamente elevada.

Também podemos avaliar um grande número de doenças gênicas. Havendo indicação para o tratamento, o principal requisito é que haja reserva folicular adequada para estimulação ovariana, coleta de óvulos e formação de embriões a serem analisados

Quando é indicado a realização do PGD/PGS:

Como é realizado?

O objetivo do PGD é fazer a análise dos embriões em laboratório depois da fecundação in vitro, mas antes de serem transferidos ao útero. Inicialmente realiza-se a biopsia desses embriões. Com um laser, abre-se a zona pelúcida (casca que reveste o embrião) por essa abertura, remove-se uma ou mais células que serão examinadas por testes específicos para detecção de doenças genéticas.

Apos o resultado dos exames, pode-se saber quais embriões tem a doença avaliada e quais não possuem. Com isso podemos selecionar os embriões, sem a doença especifica, para serem transferidos para o útero.

O PGD é uma técnica de reprodução assistida (RA) que resulta da associação entre FIV, biópsia de células embrionárias por meio da micromanipulação e técnicas de diagnóstico molecular e genético. Ela acontece em quatro etapas:

  1. Etapa prévia, na qual são realizados, nos pais, testes para identificar geneticamente as doenças a diagnosticar. O objetivo é ter todas as informações possíveis antes da aplicação do PGD;
  2. A etapa de obtenção de embriões que serão objetos do diagnóstico. Os casais são submetidos a ciclos de FIV/ICSI com estimulação ovariana, coleta dos óvulos, fertilização e desenvolvimento dos embriões em laboratório.
  3. No terceiro dia após a fecundação, momento que o embrião está em estado de 6-8 células, é feita a biópsia embrionária, que consiste em retirar uma ou duas células do pré-embrião para o diagnóstico. Isso não prejudica seu desenvolvimento. Realizada a biópsia, os embriões voltam para a incubadora, onde aguardam em cultivo até sair o resultado do diagnóstico e se avaliar a possibilidade de sua implantação; a biopsia pode ser feita também em estágio de blastocisto (5o dia de vida). Nessa fase o numero de células retiradas é maior.
  4. Por fim, são feitos o diagnóstico genético e a transferência dos embriões selecionados.

Testes Genéticos

São realizados de acordo com a necessidade de cada casal.

Os mais utilizados são FISHPCRCGH NGS

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Comentários:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
Vitamina B12: os benefícios para a saúde e fertilidade masculina

A vitamina B12, também chamada de cobalamina ou cianocobalamina, está vinculada ao metabolismo de quase todas as células do corpo humano, pela sua relevante função na síntese de DNA. Muitos estudos revelaram os efeitos da vitamina B12 para a saúde do […]

Leia mais

Este post foi visto 84 vez(es).

Por que a dor de ovulação ocorre?

Uma das reclamações mais comuns das mulheres é a dor da cólica. Esse incômodo é sentido por inúmeras mulheres pelo menos uma vez por mês. Entretanto, você sabia que o que você sempre pensou ser cólica pode ser outra coisa? Uma em cada cinco mulheres […]

Leia mais

Este post foi visto 54 vez(es).

Oligospermia: entenda o que é, as causas e os tratamentos

Quando um casal está tentando engravidar e, após 12 meses, não obtém sucesso, é hora de ambos buscarem por ajuda médica. A responsabilidade da gestação faz com que a mulher pense que a culpa é dela. Já o parceiro, depois de tentar por tanto tempo, questiona […]

Leia mais

Este post foi visto 48 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco