Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99650-0786 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850 Manhuaçu - MG - (33) 98855-0015
App StoreGoogle Play

agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

FIV ICSI

FIV ICSI

A Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides (ICSI) consiste na introdução de um único espermatozoide dentro do óvulo para que ocorra a fecundação. Trata-se de uma técnica de reprodução humana assistida realizada por meio do tratamento de fertilização in vitro (FIV) e indicada, principalmente, em casos de infertilidade provocada por fator masculino grave. A ICSI viabiliza a gravidez em casos, por exemplo, de vasectomia. Com o desenvolvimento da técnica, atualmente é utilizada em quase todos os casos, independentemente de haver fator masculino associado.

O espermatozoide pode ser proveniente do sêmen ejaculado ou do epidídimo apos aspiração ou diretamente do testículo após aspiração ou biopsia. Depois da fertilização, o desenvolvimento do embrião é acompanhado e avaliado diariamente no laboratório de embriologia, até sua transferência para o útero.

Indicações para a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides (ICSI)

Como a ICSI é realizada?

A técnica de ICSI é complementar à técnica de FIV convencional. A diferença é que na FIV convencional milhares de espermatozoides são colocados junto a cada óvulo para que um deles penetre o óvulo. Na ICSI, um espermatozoide selecionado é colocado (injetado) diretamente dentro do óvulo. A injeção é feita através de uma agulha muito fina, e o procedimento é feito utilizando-se um microscópio muito potente para permitir a visão direta dos gametas. Para verificar o passo a passo de uma FIV, clique aqui.

Duração do tratamento

A FIV tem duração aproximada de 15 a 25 dias, considerando as etapas de estimulação, fecundação in vitro, transferência e teste de gravidez.

Riscos da aplicação da ICSI

Complicações da fertilização in vitro

A aplicação de medicamentos injetáveis na fase da estimulação folicular pode desencadear a síndrome da hiperestimulação ovariana. O risco de desenvolver a síndrome é de aproximadamente 1/1000 casos. Alguns sintomas chegam a durar uma semana:

Gestações múltiplas

A FIV eleva a probabilidade de gestações múltiplas, caso mais de um embrião seja transferido para o útero materno. As consequências das gestações múltiplas são diversas, e entre elas o risco maior de parto prematuro.

Índice de sucesso da fertilização in vitro

O índice de sucesso da FIV varia conforme a idade da paciente e/ou a qualidade dos embriões. No entanto, de forma geral, atualmente, está em torno de 35% a 50%, podendo chegar a 60% ou mais, dependendo da idade da mulher.

A ICSI gera riscos genéticos para o futuro bebê?

A ICSI é um tratamento eficaz para pacientes que apresentem fator masculino grave. Se o homem tiver espermatozoides viáveis, a probabilidade de gravidez não é afetada pela qualidade do sêmen, já que essa técnica atravessa utiliza uma fina agulha afim de introduzir o espermatozoide diretamente dentro do óvulo.

Da mesma foram, a ICSI pode ser aplicada em homens azoospérmicos, visto que os espermatozoides podem ser provenientes do epidídimo ou do testículo.

Compartilhe:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco