agendamento de consulta

Diagnóstico e primeiros passos

Diagnóstico e primeiros passos

Todos os casais que enfrentam dificuldades em ter filhos devem procurar um médico especialista em reprodução assistida. Em conjunto a esse profissional o casal irá buscar respostas e orientações sobre o melhor tratamento para as alterações identificadas  pelos diversos exames solicitados.

O diagnóstico da infertilidade é do casal, não só da mulher ou do homem. Por essa razão, no processo de avaliação ambos passam por uma detalhada consulta médica.

Observe-se, mais uma vez, que a presença de causa masculina de infertilidade não exclui a presença de fatores femininos concomitantes, por isso a pesquisa diagnóstica deve sempre envolver o casal.

A abordagem inicial da infertilidade começa por uma consulta ginecológica seguida de uma série de testes básicos. Na mulher, avaliamos níveis hormonais, ultrassonografia, histerosalpingografia. No homem o mais importante é a realização de um espermograma para avaliar a qualidade do sêmen. É de suma importância se considerar a idade da mulher e o tempo de infertilidade.

O tratamento será indicado a partir dos resultados de exames, idade da mulher e tempo de infertilidade. A Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva indica que 90% dos casos de infertilidade são tratados com medicamentos ou cirurgia.

Os medicamentos são hormônios que visam estimular a ovulação, e podem aumentar o risco de gravidez múltipla. A cirurgia tem como objetivo desobstruir as tubas, retirar miomas e refazer a anatomia original da pelve.

Existe ainda a alternativa de inseminação intrauterina, método no qual os espermatozóides são diretamente depositados no útero através de um fino cateter. Essa técnica é indicada para casos de fator masculino leve ou moderado e para ser realizada precisa que haja permeabilidade tubarea. É considerada uma técnica de reprodução assistida de baixa complexidade e apresenta uma chance de gravidez de aproximadamente 15% por ciclo.

A opção de reprodução assistida de alta complexidade é representada pela FIV ICSI. Nessa técnica, os óvulos são retirados dos ovários por punção dos folículos, fertilizados com o esperma em laboratório, os embriões são cultivados também em laboratório e, na sequência, transferidos para o útero.

A indicação do melhor tratamento a ser realizado irá depender de cada caso, baseado na historia do casal e dos resultados dos exames.

É imprescindível que o casal infértil procure auxílio do médico especialista para que possam juntos buscar a solução que melhor se adapte aos seus interesses e às suas necessidades. A medicina atual tem condições de oferecer alternativas de tratamento para realizar o sonhos dos casais que apresentem dificuldades.

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Comentários:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
Vitamina B12: os benefícios para a saúde e fertilidade masculina

A vitamina B12, também chamada de cobalamina ou cianocobalamina, está vinculada ao metabolismo de quase todas as células do corpo humano, pela sua relevante função na síntese de DNA. Muitos estudos revelaram os efeitos da vitamina B12 para a saúde do […]

Leia mais

Este post foi visto 84 vez(es).

Por que a dor de ovulação ocorre?

Uma das reclamações mais comuns das mulheres é a dor da cólica. Esse incômodo é sentido por inúmeras mulheres pelo menos uma vez por mês. Entretanto, você sabia que o que você sempre pensou ser cólica pode ser outra coisa? Uma em cada cinco mulheres […]

Leia mais

Este post foi visto 54 vez(es).

Oligospermia: entenda o que é, as causas e os tratamentos

Quando um casal está tentando engravidar e, após 12 meses, não obtém sucesso, é hora de ambos buscarem por ajuda médica. A responsabilidade da gestação faz com que a mulher pense que a culpa é dela. Já o parceiro, depois de tentar por tanto tempo, questiona […]

Leia mais

Este post foi visto 48 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco