agendamento de consulta

Infertilidade masculina

Infertilidade masculina

Infertilidade masculina
Avalie esse artigo:

A infertilidade masculina é frequentemente definida pela existência de alterações nos parâmetros seminais diagnosticados através de um exame de espermograma.

Apesar do espermograma ser o exame disponível mais utilizado na prática clínica, os parâmetros seminais avaliados possuem limitações relacionadas à etiologia da disfunção espermática assim como na determinação da sua capacidade de fertilização.

São necessárias duas amostras com intervalo entre 30 a 60 dias. Os principais critérios observados e avaliados através do exame são:

Também podem ser solicitados o exame de doppler dos testículos e a dosagem dos hormônios: FSH, LH, estradiol, TSH, T4 livre, prolactina, SDHEA, DHEA, SHBG, testosterona total e livre

Principais causas de infertilidade masculina

Existem diversos fatores que podem influenciar na fertilidade do homem. Infelizmente na maioria dos casos a causa não é esclarecida sem entretanto inteferir com o prognóstico de resultados As principais causas de infertilidade masculina, são:

Existem vários tipos de processos infecciosos, tumores e malformações congênitas, que podem alterar a anatomia e obstruir os canais que transportam os espermatozóides dos testículos até ao exterior. A obstrução total ou bilateral destes canais, nomeadamente dos epidídimos e canais deferentes, pode provocar infertilidade no homem.

As DSTs como chlamydia, tricomoníase, ureaplasma e neisseria causam infecção no canal da ejaculação, podendo levar a obstrução e impedir a passagem dos espermatozóides.

Por último, problemas anatômicos ou funcionais que impedem o adequado depósito do sêmen no interior da vagina através do coito, como ocorre respectivamente com a hipospádia, os problemas de ereção, podem igualmente favorecer a infertilidade masculina.

Fatores de risco

Alguns fatores podem estar associados a infertilidade masculina:

Exame físico

A realização de um cuidadoso exame da bolsa testicular pelo médico pode trazer informações importantes para melhor nortear a conduta médica frente à infertilidade masculina. Para isso, o exame físico do homem deve ser realizado respeitando algumas regras básicas:

  1. ambiente com temperatura controlada (entre 23-25o C), evitando que o frio ou um calor excessivo possam atrapalhar o diagnóstico de varicocele, que é principal causa de infertilidade masculina;
  2. a bolsa escrotal deve ser examinada com o homem em posição de pé, sob boa iluminação natural ou com luz branca.

Ressalta-se que, durante o exame físico, o médico pode solicitar que o paciente faça um esforço respiratório mantendo a boca fechada, manobra conhecida como Valsalva, objetivando o aumento da pressão abdominal e facilitando o diagnóstico de varicocele. A aferição dos volumes testiculares, no exame, é muito importante.

Geralmente, os diâmetros dos testículos refletem a quantidade dos túbulos seminíferos, que atuam diretamente na produção de espermatozoides. Portanto, bons volumes testiculares geralmente representam uma boa quantidade de produção de espermatozoides.

O médico tem a possibilidade de detectar outras alterações durante o exame, como nódulos em testículos, obstruções nos canais deferentes por onde passa o sêmen, dilatação do epidídimo, presença de hérnia inguinal e umbilical, fimose, hidrocele e algumas doenças sexualmente transmissíveis, entre elas o HPV, sífilis e gonorréia.

Avalie esse artigo:

Infertilidade masculina
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
O que é e para que serve a histeroscopia diagnóstica?

O que é e para que serve a histeroscopia diagnóstica?Avalie esse artigo: A histeroscopia diagnóstica tem um nome difícil e, por vezes, vem seguida de apreensão: como é feito o exame? Dói? Por que ele precisa ser feito? Essas são […]

Leia mais

Este post foi visto 32 vez(es).

Você conhece a estimulação ovariana? Entenda mais sobre o assunto!

Você conhece a estimulação ovariana? Entenda mais sobre o assunto!Avalie esse artigo: Ainda cercada de muitas dúvidas e medos — é um procedimento arriscado? Compromete a saúde da mulher? Engorda? E a síndrome da hiperestimulação ovariana, quando acontece? —, a estimulação ovariana […]

Leia mais

Este post foi visto 31 vez(es).

Anticoncepcional de uso contínuo diminui a fertilidade?

Anticoncepcional de uso contínuo diminui a fertilidade?Avalie esse artigo: Muitas mulheres utilizam anticoncepcional de uso contínuo no Brasil. Contudo, muitas delas ainda têm receios sobre a relação desse método com a fertilidade. Em parte, isso ocorre porque os anticoncepcionais evoluíram com o […]

Leia mais

Este post foi visto 25 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco