Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 9979-01109 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850 Manhuaçu - MG - (33) 98855-0015

agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

Histerossalpingografia

Histerossalpingografia

A histerossalpingografia é exame realizado utilizando-se a radiologia (Raio X) após a introdução de contraste no útero. Embora seja utilizado há muito anos, ainda é o método de escolha para avaliação da cavidade uterina e tubas uterinas. Permite a identificação de alterações na cavidade endometrial como má formações, pólipos, miomas e aderências (sinéquias). Com relação às tubas, permite ver a permeabilidade ou não, e se existe a possibilidade de aderências. A grande vantagem desse exame sobre os demais é por não ser invasivo.

Como é realizado o exame?

A Histerossalpingografia utiliza o raio x realizado com contraste, o que permite a visão da cavidade uterina e das trompas. É feita uma sequência de radiografias para avaliar a região depois de ser administrado contraste iodado pelo orifício do colo do útero.

O exame é feito em um momento específico do ciclo: antes da ovulação e após o término da menstruação, normalmente entre os dias 6 e 12 do ciclo menstrual.

Indicações

O procedimento é indicado para pacientes que estejam com dificuldades de engravidar. O principal objetivo do exame é verificar a permeabilidade das trompas. Isso é fundamental para a indicação do melhor tratamento de reprodução assistida para o casal. Pode também identificar possíveis alterações em cavidade uterina.

Análise do útero

E exame e análise do útero através da histerossalpingografia pode dar alterado ou normal.

Resultados com alterações

O exame pode detectar algumas doenças como: miomas submucosos, pólipos endometriais e aderências, que, ao se injetar o contraste, provocam falha de enchimento da cavidade do útero.

Nos casos que apresentam malformação do útero, o exame pode revelar uma cavidade uterina dupla – alteração denominada útero bicorno –, problemas de preenchimento da cavidade uterina ou, ainda, pode mostrar somente metade da cavidade do útero.

Resultados dentro da normalidade

Quando o resultado não apresenta alterações, a cavidade uterina se mostra normal. Além disso, o útero apresenta paredes lisas, comumente em formato triangular com a base virada para cima.

Análise das trompas

E exame e análise das trompas através da histerossalpingografia pode dar alterado ou normal.

Resultados com alterações

Se o contraste tiver dificuldades de circular, se houver obstrução da passagem, dilatação das trompas, ou estas estiverem fixas, considera-se que existe alteração tubária. Essas lesões podem ser resultado de  procedimentos cirúrgicos com posterior aderência, endometriose ou de um processo infeccioso que deixou sequelas.

Resultados dentro da normalidade

Quando não há alterações, a trompa se revela normal, portanto o exame mostra uma imagem linear desde a saída do útero até cerca de dois terços da trompa. Depois disso, há uma discreta dilatação, na qual se vê um plissado longitudinal, seguido de uma dilatação ligeiramente maior precedendo a saída do contraste em direção da cavidade abdominal.

Compartilhe:

Se inscrever
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
o mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Gleice Perciliana Pereira
1 ano atrás

Qual valor do exame

Admin
1 ano atrás

Olá Gleice, tudo bem?!
Nós não fazemos o Exame de Histerossalpingografia aqui na clínica.
Nós colocamos a informação em nosso site, pois nossa ideia é levar a todas as nossas visitantes o maior detalhe possível a tudo que envolve o mundo da reprodução assistida.
Para a realização desse exame você deve procurar laboratórios especializados.
Forte abraço!

Marlene
10 meses atrás

Valor

Editor
Maisa Moschin
7 meses atrás
Reply to  Marlene

Olá Marlene, tudo bem?!
para informações a respeito de valores do procedimentos, por favor entre em contato conosco através de nosso telefones:
(31) 2102-6363
(31) 99650-0786

Muito obrigada,

Edinalva Aparecida Abranches de Freitas
6 meses atrás

Qual o valor do enxame

Editor
Clínica Origen
5 meses atrás

Olá, Edinalva, como vai? Para informação sobre valor peço que entre em contato pelos números: (31) 2102-6363 ou (31) 99650-0786!

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco

Comunicado

SARS Cov-2 (COVID 19): vacinas, reprodução assistida e grávidas
• Posição atual conjunta •

03 de fevereiro de 2021

Grandes avanços dos estudos colaborativos incluem hoje pelo menos 85 vacinas pré-clínicas em investigação ativa em animais, 65 em ensaios clínicos em humanos, com 20 vacinas que chegaram aos estágios finais de testagem, sendo 12 já em uso em diferentes países/situações. As principais vacinas disponíveis estão constituidas por partículas de RNA mensageiro (Pfizer-Biontech e Moderna), vírus inativado (CoronaVac,Sinopharma e Covaxin, Bharat Biotech), com adenovirus (Oxford-AstraZeneca, Johnson&Johnson e Sputnik V, Gamaleya).

A pandemia segue, e neste momento a discussão se centraliza no uso das vacinas disponíveis e as pacientes submetidas às técnicas de reprodução assistida, grávidas e populações de risco entre as grávidas.

Nossas sociedades, avaliando também as diretrizes emitidas por sociedades mundiais como a ESHRE, a ASRM, a IFFS e a ACOG (SOGC), consideram que dentro da disponibilidade possível:

1) A vacinação tem efetividade e não induz a risco aumentado de contrair a infecção por Covid 19. Embora ainda não hajam estudos humanos de longo prazo sobre a vacinação contra Covid-19 e gravidez, nenhuma das vacinas contém vírus Sars Cov-2 vivo.

2) Para indivíduos vulneráveis,que apresentam alto risco de infecção e / ou morbidade por COVID-19, dentre os quais estão as grávidas, não receber a vacina supera o risco de ser vacinado, previamente ou durante a gravidez. Inclui-se ainda neste grupo os profissionais de saúde e aqueles outros, de linha de frente, com maior risco de exposição.

3) Não há razão para atrasar as tentativas de gravidez ou tratamentos de reprodução assistida quando de vacina não disponível ou se pacientes fora de grupos de risco.

4) Decisões da utilização (ou não) das vacinas devem ser compartilhadas entre pacientes e médicos, respeitando-se os princípios éticos de autonomia, beneficência e não maleficência.

5) Esta informação sobre vacinas deve ser incluidas como um termo específico em um consentimento informado já existente. Red Latinoamericana de Reproducción Asistida – REDLARA

6) Seguirão atualizações, a cada momento que novos conhecimentos solidifiquem os dados atuais.

  • REDLARA - Red Latinoamericana de Reproducción Asistida
  • SBRA - Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida
  • SAMeR - Sociedad Argentina de Medicina Reproductiva
  • AMMR - Asociación Mexicana de Medicina de la Reproducción
  • PRONÚCLEO - Associação Brasileira de Embriologistas em Medicina Reprodutiva
  • SAEC - Sociedad Argentina de Embriología Clínica
  • SOCMER - Sociedad Chilena de Medicina Reproductiva
  • ACCER - Asociación de Centros Colombianos de Reproducción Humana
  • SURH - Sociedad Uruguaya de Reproducción Humana
  • AVEMERE - Asociación Venezolana de Medicina Reproductiva y Embriología

Referências
6
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x