Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

Histeroscopia

Histeroscopia

A histeroscopia vem sendo utilizada no auxílio diagnóstico em ginecologia desde meados do século XIX. Este método permite a visão direta do canal cervical e da cavidade uterina, permitindo assim a identificação de anomalias anatômicas e funcionais.

É um exame de alta sensibilidade e especificidade, sendo considerado o padrão-ouro.

As alterações mais comuns identificadas são miomas sub mucosos, pólipos, má formações, aderências (sinéquias) e endometrite. A grande vantagem desse método, é permitir o tratamento de diversas alterações no mesmo tempo.

Não existe melhor época para realização do exame.

Na primeira fase do ciclo, devido à menor espessura do endométrio, os óstios tubários podem ser melhor avaliados.

Já na segunda fase – fase secretora – consegue-se uma melhor avaliação da fase funcional do endométrio. No estudo da infertilidade, quando é necessário confirmar imagens obtidas pela histerossalpingografia com concomitante biópsia de endométrio, deve-se realizá-la do 22° ao 24° dia do ciclo.

Na grande maioria das vezes, é realizada com uso de anestésicos locais, sem necessidade de anestesia geral e internação, sendo considerado um procedimento ambulatorial.

Contraindicações a Histeroscopia

As contraindicações absolutas são suspeita de gravidez, presença de doença inflamatória pélvica ativa ou cervicite, além do diagnóstico de carcinoma invasor do colo uterino.

Endometrite isolada e sangramento ativo são contraindicações relativas. No caso de sangramento, apenas troca-se o meio de distensão: utiliza-se um meio líquido.

Possíveis complicações da Histeroscopia

A complicação mais frequente é a dor e o sangramento da endocérvice geralmente se deve à passagem da ótica.

Histeroscopia
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
É possível escolher o sexo do bebê na fertilização in vitro?

Enquanto muitos casais preferem manter a surpresa para a hora do nascimento, outros desejam descobrir se o bebê é menino ou menina o quanto antes, seja por ansiedade, seja para planejar o enxoval. Existem também aqueles que, estando em um […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco