Agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

Ligadura das trompas: o que é e como é feita?

Ligadura das trompas: o que é e como é feita?

A mulher que não pretende ter filhos pode contar com diversos métodos de contracepção, como anticoncepcionais orais e injetáveis, dispositivos intrauterinos (DIU) e preservativos. Além disso, para esterilização definitiva, existe a ligadura das trompas. Contudo, a intervenção cirúrgica é indicada somente em casos bem específicos.

Acompanhe este post e saiba o que é a ligadura das trompas e quais as formas de realização da cirurgia. Descubra também quais são os casos que recebem indicação cirúrgica, quais as repercussões para a saúde da mulher e se há possibilidade de reversão.

O que é ligadura das trompas?

A ligadura das trompas é uma operação realizada como forma de esterilização feminina definitiva. A cirurgia leva vários nomes ­— ligadura tubária, laqueadura ou ainda Contracepção Voluntária Cirúrgica Definitiva (CCVD). O objetivo do procedimento é obstruir as tubas uterinas e impedir que os óvulos e os espermatozoides se unam.

Para compreender o efeito da ligadura das trompas, é importante conhecer a estrutura do sistema reprodutor feminino. O aparelho sexual é formado por órgãos internos e externos. São eles:

As tubas uterinas, que também são denominadas como trompas de falópio, são fundamentais no processo de reprodução. Elas são caracterizadas por dois tubos que ligam o útero aos ovários. É exatamente nas trompas que ocorre o encontro entre as células germinativas do homem e da mulher para dar início à gravidez.

Portanto, a laqueadura bloqueia as tubas e não permite que os gametas se encontrem. Os resultados dessa cirurgia costumam ser definitivos, isto é, a maior parte das mulheres que se submetem à ligadura das trompas não engravida mais.

São bem raros os casos em que ocorre alguma reversão natural e uma gestação inesperada. As possibilidades são quase nulas e dependem de fatores como técnica cirúrgica utilizada, tempo de cirurgia e idade da mulher. Os índices de falha ficam abaixo de 2%, considerando avaliação da taxa cumulativa referente a um período de 10 anos — o que também inclui o risco de gravidez ectópica.

Como o procedimento é realizado?

A ligadura das trompas é realizada por meio de diferentes métodos cirúrgicos que consistem em cortar as tubas uterinas e amarrar suas extremidades. O procedimento pode ser feito por via abdominal ou vaginal.

Na laqueadura por via abdominal, são utilizadas duas técnicas: laparotomia e videolaparoscopia. Estudos comparativos concluíram que o método laparoscópico apresenta vantagens sobre a cirurgia laparotômica, conforme alguns parâmetros avaliados — menos dor pós-operatória, mais rapidez na realização do procedimento e no restabelecimento da paciente.

A laparotomia é feita a partir de uma incisão suprapúbica que permite o acesso ao interior do corpo feminino e o manuseio das tubas. Já a videolaparoscopia é uma técnica menos invasiva, realizada de modo ambulatorial, e que depende de portas de acesso de diâmetros mínimos, os quais não ultrapassam cinco milímetros.

Na videolaparoscopia, o sistema de fibras ópticas, utilizado nas câmeras, facilita a inspeção dos órgãos pélvicos e abdominais. Assim, a cirurgia é executada sem que seja necessário realizar grandes cortes no corpo da paciente. Para a obstrução das trompas podem ser utilizados diferentes recursos, como fio cirúrgico, eletrocoagulação, clipe (ou grampo) e anel de silicone.

A ligadura das trompas por via vaginal é feita por colpotomia ou histeroscopia. A colpotomia consiste em um corte no espaço localizado em torno do colo uterino, área chamada de fundo-de-saco posterior da vagina, onde é possível alcançar as tubas e obstruí-las.

A histeroscopia cirúrgica, por sua vez, permite o acesso às trompas por meio da cavidade do útero, com o auxílio de um aparelho específico — um tubo fino que contém fibra óptica em sua extremidade.

Quando a laqueadura é indicada?

A ligadura das trompas deve ser evitada ao máximo, visto que é um método de esterilização definitiva e pode, inclusive, trazer arrependimento à paciente. Por isso, a decisão final sobre fazer ou não a laqueadura cabe sempre à mulher, sendo que o preparo psicológico é uma das etapas importantes antes da execução da cirurgia.

De acordo com a Lei nº 9.263/96, que regulamenta o planejamento familiar, a esterilização voluntária de homens e mulheres somente é permitida quando atende a critérios como: idade superior a 25 anos ou, pelo menos, dois filhos vivos; risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto.

Ainda conforme documentos disponibilizados pela Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde, a esterilização pode ser indicada quando a ocorrência de uma gravidez apresentar sérios riscos à paciente, como nos seguintes casos:

Quais são as possíveis complicações?

A ligadura das trompas costuma ser um procedimento seguro e com chances mínimas de complicações. Contudo, alguns problemas posteriores podem surgir, tanto de natureza física quanto psicológica. O arrependimento e a depressão, por exemplo, são possíveis efeitos emocionais nas mulheres que se tornam estéreis.

Já as repercussões da pós-laqueadura para o corpo feminino foram avaliadas em pesquisas e apresentaram alterações mínimas ou inexistentes, incluindo:

Existe possibilidade de reversão?

No caso de mulheres que fazem a ligadura das trompas, mas mudam de decisão, existe a possibilidade de fazer a reversão da laqueadura com técnicas de reprodução assistida. No entanto, o sucesso do procedimento depende de fatores como a preservação da porção final das tubas e as condições de saúde das trompas.

Depois de entender o que é e como é realizada a ligadura das trompas, leia também o texto sobre reversão de laqueadura e confira mais detalhes sobre esse procedimento.

Compartilhe:

Se inscrever
Notificação de
24 Comentários
mais antigo
o mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
JOSE CARLOS
1 ano atrás

Muito util as informações obrigado

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  JOSE CARLOS

Ficamos felizes com seu comentário, José! Nós que agradecemos a confiança 🙂

KARINA
1 ano atrás

FIZ ESSA METODO DE LAQUEADURA FAZ 22 DIAS SINTO DOR E TO COM CORRIMENTO ROSADO É NORMAL

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  KARINA

Karina, não podemos avaliá-la apenas com seu relato. É importante que você vá ao ginecologista para ser avaliada e diagnosticada propriamente, tá bom?
Não deixe de buscar a opinião de um especialista.

Rosilene Santos De Jesus
1 ano atrás

Tenho 35 anos sou mãe de 4meninas,,sou muito magra ,após a laqueadura posso engorda

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás

Rosilene, não podemos afirmar quais os efeitos colaterais seu corpo poderá sentir com o procedimento.
Procure a opinião do seu ginecologista, ele poderá avaliar as possibilidades com maior propriedade.

PAOLA
1 ano atrás

Oi e pra quem ja sofre de dor pelvica cronica fica pior ou a mesma coisa depois da laqueadura??

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  PAOLA

Paola, cada corpo é um corpo. Além disso, é preciso saber o que causa a dor pélvica. Busque a opinião do ginecologista que te acompanha para um parecer individualizado.

Maria
1 ano atrás

Fiz minha laqueadura tem 4 anos tiraram 2 pedacinho de carne isso significa que minhas trompas foram rancadas?

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Maria

É possível que sim, mas não podemos afirmar nada sem que você seja avaliada em consultório, Maria.
Agende sua consulta conosco 😉

Daniela
1 ano atrás

Sou mãe de dois, mais tive cinco perda ,fax um ano q estou tentando engravidar 6r n consigo, o q pode ser?

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Daniela

Daniela, não é possível avaliarmos apenas com seu relato.
É importante que você seja avaliada em consultório. Estamos à disposição para ajudá-la 🙂
Agende sua consulta.

Jamille
1 ano atrás

Fiz a cirurgia e depois disso não menstruei mas isso e normal?

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Jamille

Jamille, não podemos avaliá-la ou dá-la algum parecer por aqui.
É importante que você procure seu ginecologista para uma avaliação mais precisa e individualizada, está bem?

Suziane
1 ano atrás

Tenho cinco filhos posso fazer laqueadura

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Suziane

Para avaliar essa possibilidade, é necessário que você procure um ginecologista 😉

Maria
1 ano atrás

Eu fiz,mas queria reverter o, estou em um novo relacionamento será que é possível

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Maria

Olá, Maria!
A reversão é possível em muitos casos, mas tudo depende de como o procedimento foi realizado em você.
Agende uma avaliação conosco para investigarmos melhor as possibilidades no seu caso 🙂

yazmin
1 ano atrás

Depois de fazer a cirurgia de laqueadura e possível engordar por causa do procedimento?

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  yazmin

Yazmin, engordar não é um efeito colateral pós cirurgia de laqueadura, fique tranquila.

Edilene
1 ano atrás

Quero reverter minha laqueadura o que faço??

Editor
Clínica Origen
1 ano atrás
Reply to  Edilene

Edilene, a reversão é possível em muitos casos, mas tudo depende de como o procedimento foi realizado em você.
Agende uma avaliação conosco para investigarmos melhor as possibilidades no seu caso 🙂

Eline
10 meses atrás

Eu tbm fiz só quer eu não sei se eu estou ligada ou se estou amarrada qual o procedimento pra mim ver os dois se eu estou amarrada ou se eu estou ligada

Editor
Clínica Origen
10 meses atrás
Reply to  Eline

Eline, procure um ginecologista para que você receba as indicações de exames para verificar isso, além de fazer uma avaliação completa da sua saúde reprodutiva.
Abraços!

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco

24
0
Would love your thoughts, please comment.x