agendamento de consulta

Oligospermia: entenda o que é, as causas e os tratamentos

Oligospermia: entenda o que é, as causas e os tratamentos

Quando um casal está tentando engravidar e, após 12 meses, não obtém sucesso, é hora de ambos buscarem por ajuda médica. A responsabilidade da gestação faz com que a mulher pense que a culpa é dela. Já o parceiro, depois de tentar por tanto tempo, questiona se o problema está com ele. Inclusive, quando a razão da dificuldade para gerar um filho é encontrada no homem, a oligospermia é um dos principais diagnósticos.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, reunimos todas as informações neste post. Acompanhe!

Saiba o que é oligospermia

Enquanto a mulher já nasce com o número definido de óvulos (essa quantidade não aumenta), o homem produz espermatozoides ao longo da vida. É por esse motivo que o homem pode ser fértil mesmo em idade mais avançada.

Para ser fértil, o homem precisa apresentar uma quantidade normal de sêmen, cerca de 15 milhões por ml. Caso esse número seja inferior, ele pode ser diagnosticado com oligospermia — ou seja, baixa contagem de espermatozoides.

Veja quais são as suas principais causas

Vários fatores podem causar essa condição:

Entenda como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da oligospermia é feito por meio do espermograma, que identifica a quantidade e a qualidade dos espermatozoides produzidos.

Logo, a contagem de espermatozoides é capaz de definir o grau de intensidade da doença. Quanto menor for esse número, mais grave é a oligospermia. No entanto, quando nenhum espermatozoide é detectado no sêmen ejaculado, a condição é denominada azoospermia.

Conheça os tratamentos

O tratamento varia conforme a origem do problema.

Os casos mais graves, como a varicocele, são avaliados pelo médico e, se necessário, uma cirurgia é feita. É possível também que, mesmo após a cirurgia, a medicação seja necessária.

Caso a oligosperma seja causada por inflamações provocadas por bactérias, por exemplo, o uso de antibióticos específicos ajuda a aumentar a quantidade de espermatozoides. Já os problemas hormonais são tratados com a reposição hormonal.

Para aumentar a chance de gravidez, deve-se indicar o tratamento com a inseminação intrauterina ou a FIV, e a indicação irá depender da concentração de espermatozoides no ejaculado.

A oligospermia é uma condição que causa frustração no homem que deseja ter filhos. No entanto, com orientação médica e o tratamento adequado, é possível realizar esse sonho.

Agora que você já sabe tudo sobre oligospermia, continue a visita em nosso blog e informe-se também sobre a relação entre obesidade e infertilidade.

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Comentários:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
Vitamina B12: os benefícios para a saúde e fertilidade masculina

A vitamina B12, também chamada de cobalamina ou cianocobalamina, está vinculada ao metabolismo de quase todas as células do corpo humano, pela sua relevante função na síntese de DNA. Muitos estudos revelaram os efeitos da vitamina B12 para a saúde do […]

Leia mais

Este post foi visto 63 vez(es).

Por que a dor de ovulação ocorre?

Uma das reclamações mais comuns das mulheres é a dor da cólica. Esse incômodo é sentido por inúmeras mulheres pelo menos uma vez por mês. Entretanto, você sabia que o que você sempre pensou ser cólica pode ser outra coisa? Uma em cada cinco mulheres […]

Leia mais

Este post foi visto 39 vez(es).

Oligospermia: entenda o que é, as causas e os tratamentos

Quando um casal está tentando engravidar e, após 12 meses, não obtém sucesso, é hora de ambos buscarem por ajuda médica. A responsabilidade da gestação faz com que a mulher pense que a culpa é dela. Já o parceiro, depois de tentar por tanto tempo, questiona […]

Leia mais

Este post foi visto 37 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco