Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

Entenda o envolvimento do psicólogo na reprodução assistida

Entenda o envolvimento do psicólogo na reprodução assistida

Quando um casal encontra dificuldades em engravidar, tanto a autoconfiança quanto o relacionamento podem ser abalados. Se o médico confirmar uma possível infertilidade, o ideal é recorrer à reprodução assistida.

Muitos casais chegam psicologicamente fragilizados à clínica. As tentativas anteriores já trouxeram ansiedade, sentimentos de angústia e frustração. Agora, ainda terão que percorrer mais algumas etapas até a realização do sonho de ter filhos. Como a situação pode exigir muito do emocional dos parceiros, o ideal é que haja um acompanhamento profissional adequado.

Assim, mais do que você imagina, a presença do psicólogo na equipe médica pode ser importante para a realização desse grande sonho do casal. Confira os motivos!

As causas da infertilidade e o fator psicológico

É comum acreditar que, se há um problema de fertilidade, em geral, ele é decorrente de fatores femininos, mas isso não é verdade. Dos casos de infertilidade, podemos dividir a incidência em cerca de:

Até que se obtenha um diagnóstico final, alguns parceiros sentem-se culpados e nem sempre conversam abertamente entre si. Outros casais desentendem-se, culpando um ao outro intimamente.

Nesse contexto, o psicólogo cria um espaço de acolhimento ao casal, ouvindo suas histórias pessoais e familiares e dirimindo as dúvidas e os anseios de cada um. Nessa fase, dicas e conselhos são fundamentais para fortalecer os laços conjugais e superar o problema.

Após passarem por exames para o diagnóstico da causa da infertilidade, os futuros pais, aconselhados pelo médico, escolhem o método de reprodução assistida mais indicado e então começam as tentativas.

O estado psicológico durante a reprodução assistida

A equipe médica sempre alertará quanto aos possíveis insucessos. Embora a maioria dos casais que recorrem ao tratamento tenha êxito nesse processo, nem sempre ele é fácil de ser enfrentado. O casal poderá fazer mais de uma tentativa do método escolhido e, não raro, precisarão mudar de método.

O psicólogo media a comunicação entre equipe médica e pacientes e, assim, auxilia o casal a controlar suas expectativas e medos no decorrer do tratamento. É quase impossível tornar essa fase tranquila, mas é importante preservar a saúde psicológica dos futuros pais.

Por isso, a figura do psicólogo ajudará tanto a mulher quanto o homem a lidar com suas angústias e frustrações para evitar que tais sentimentos se agravem. Ele escutará a ambos de forma imparcial e sem julgamentos e contribuirá, positivamente, para a recuperação do controle emocional deles.

Reuniões em grupo como ferramenta de auxílio

Devido à avalanche de emoções que toma conta do casal, principalmente da mulher, por influência do tratamento hormonal, é comum a sensação de que esse problema aconteceu somente com eles. Nos eventos em que eles comparecem, a presença dos filhos pequenos de amigos e familiares parece reforçar essa ideia.

Contudo, isso não é verdade! Na clínica de reprodução assistida, há vários casais passando pela mesma situação. Alguns começaram há pouco, outros estão nesse caminho há mais tempo, todos com sentimentos em comum e experiências a compartilhar.

Assim, reuniões em grupo mediada por um psicólogo torna-se mais do que um espaço de trocas entre os casais: é uma importante rede de apoio emocional.

A conscientização de que outros vivenciam o mesmo e como eles lidam com isso no seu dia a dia é salutar. Ajuda a diminuir os sentimentos negativos que levam a ansiedade e a depressão.

Pois mesmo após o tratamento ser bem-sucedido e o casal engravidar, é preciso trabalhar as expectativas, fantasias e medos que surgem nesse momento. Mais uma vez, o apoio de um psicólogo faz-se necessário.

Logo, o acompanhamento psicológico tem se mostrado fundamental para o equilíbrio emocional do casal durante o processo de reprodução assistida e, principalmente, para o seu sucesso.

E então, gostou deste post? Assine a nossa newsletter e receba mais informações importantes!

Entenda o envolvimento do psicólogo na reprodução assistida
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
Quais são os principais sintomas do aborto?

Uma em cada seis mulheres sofre aborto espontâneo, uma das complicações mais comuns do primeiro trimestre da gravidez. As causas mais comuns associadas à perda de gravidez são as malformações uterinas e as alterações genéticas. Em uma grande parte das […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco