Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

Miomatose pode causar infertilidade?

Miomatose pode causar infertilidade?

Uma das principais dúvidas de mulheres que tentam engravidar é se a presença de miomas no útero causa infertilidade.

A miomatose uterina ocorre geralmente em mulheres de 30 a 50 anos, mas sua presença nem sempre é sinal de infertilidade. Por isso, antes de tirar conclusões, é importante entender esse problema e saber como tratá-lo.

Para tirar todas as suas dúvidas sobre miomatose, confira o post de hoje e saiba de que forma ela influencia a fertilidade feminina.

Quais são os tipos de miomas uterinos?

Os miomas são massas de tecido que crescem na parede do útero e formam nódulos benignos. Não existe uma causa definida para o aparecimento deles no organismo. Muitos não provocam nenhum sintoma, por isso algumas mulheres só descobrem a existência deles após a realização de exames, mas existem miomas que podem aumentar o fluxo menstrual e causar fortes cólicas.

Existem três tipos de miomas uterinos. Confira:

Mioma subseroso

O mioma subseroso localiza-se na parte externa do útero (chamada serosa) e não costuma causar incômodos à mulher. Em alguns casos, no entanto, pode exercer pressão sobre os órgãos da pelve, tornando-se desconfortável.

Esse tipo de mioma pode surgir por fatores genéticos e se desenvolver por ação do estrógeno, hormônio produzido pelo ovário durante o período reprodutivo da mulher. Por esse motivo, o tratamento envolve medicamento para regulação hormonal ou cirurgia, dependendo da gravidade do caso.

Mioma intramural

Esse mioma encontra-se dentro da parede muscular. Ele é o mais comum e pode aumentar significativamente o fluxo menstrual quando seu tamanho varia entre 4 e 5 cm. O tratamento é feito com medicação e, dependendo do caso, pode ser necessária cirurgia ou embolização.

Mioma submucoso

Alojado na cavidade endometrial, o mioma submucoso pode ocupar uma grande parte da cavidade uterina. É o tipo que mais causa sintomas devido a sua posição no tecido que reveste o útero: o endométrio. Seus principais sintomas são o aumento do fluxo da menstruação, dificuldade para engravidar naturalmente e maior chance de abortos espontâneos.

Como a miomatose interfere na fertilidade feminina?

Os miomas uterinos podem ser fator isolado de infertilidade feminina em até 3% dos casos. Dessa forma, outras questões podem estar envolvidas quando uma mulher não consegue engravidar naturalmente.

Os miomas mais frequentes são os submucosos. Eles se localizam na parede do endométrio, na qual o embrião se fixa para que a gravidez se desenvolva.

De forma geral, o tratamento dos miomas submucosos depende dos sintomas e dos objetivos da paciente. Para mulheres que desejam tratar a infertilidade e conservar a parede do útero, o mais indicado é a miomectomia, procedimento cirúrgico que retira o mioma sem prejudicar o tecido uterino. Estudos comprovam que a taxa de gestação depois desse procedimento é de 40% a 50%.

Entretanto, é sempre importante consultar seu médico sobre a classificação e o tratamento da miomatose, já que os sintomas podem variar e as técnicas de remoção dependem de diversos fatores que precisam ser analisados por um profissional de saúde.

Agora que você já conhece a miomatose, que tal compartilhar este post nas suas redes sociais? Assim, outras mulheres poderão esclarecer dúvidas sobre esse assunto!

Miomatose pode causar infertilidade?
5 (100%) 1 voto

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
Quais são os principais sintomas do aborto?

Uma em cada seis mulheres sofre aborto espontâneo, uma das complicações mais comuns do primeiro trimestre da gravidez. As causas mais comuns associadas à perda de gravidez são as malformações uterinas e as alterações genéticas. Em uma grande parte das […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco