agendamento de consulta

Preservação da fertilidade feminina

Preservação da fertilidade feminina

Preservação da fertilidade feminina
Avalie esse artigo:

A preservação da fertilidade feminina por meio da conservação dos gametas femininos (óvulos) tem como principal indicação o desejo de postergar a gravidez para um período em que a reserva ovariana encontra-se, em geral, diminuída ou esgotada.

Esse fato é cada vez mais frequente na sociedade moderna, pois a mulher é cada vez mais ascendente profissionalmente e adia a maternidade. O ovário, entretanto, tem um processo de envelhecimento biológico rápido e precoce, que normalmente começa a partir dos 35 anos.

A outra indicação comum é para mulheres submetidas ao tratamento do câncer, quando procedimentos como a Quimioterapia, Radioterapia, Cirurgia para retirada dos ovários podem comprometer ou esgotar a reserva de óvulos.

A melhor alternativa para a preservação da fertilidade feminina é a criopreservação de óvulos. Esse tratamento é feito da mesma forma que uma FIV habitual, com a diferença que os óvulos obtidos são diretamente congelados pela técnica de vitrificação, em vez de serem submetidos ao ICSI. Se e quando houver desejo da gravidez, os óvulos serão desvitrificados e um espermatozoide será injetado em cada um deles para formação de embriões e posterior transferência ao útero.

Criopreservar fragmentos de tecido ovariano é também uma possibilidade para mulheres submetidas à cirurgia ovariana. Importante saber que esse ainda é um procedimento experimental.

As taxas de gravidez para congelamento de óvulos são semelhantes às obtidas para FIV, variando de 10% a 50%, de acordo com a idade em que foi realizado o congelamento dos óvulos.

Quem está com o tratamento do câncer agendado tem tempo para iniciar o congelamento?

Sim. Esse processo se chama indução de urgência. É possível iniciar a estimulação ovariana em qualquer dia do ciclo menstrual, com o crescimento de vários folículos. O tempo necessário é de 10 a 15 dias, período que não costuma comprometer o tratamento.

Existe algum risco do uso de hormônios para a saúde?

Não. Está amplamente documentado que os hormônios não causam nenhum risco para a mulher.

Estimular a ovulação diminui o estoque de óvulos?

Não. Ainda que a mulher nasça com uma quantidade finita dessas células, todos os meses, para que ocorra a ovulação espontânea, a mulher “perde” de 250 a 1000 óvulos. Então, usar a medicação apenas vai recuperar parte dos óvulos que seriam perdidos, isto é, existe um maior aproveitamento dos óvulos que seriam perdidos.

Você possui mais dúvidas? Participe do Fórum da Clínica Origen. Veja perguntas feitas por visitantes e interaja conosco!

Avalie essa postagem:

Preservação da fertilidade feminina
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:


ÚLTIMAS DO BLOG Ver todos os posts
O que é e para que serve a histeroscopia diagnóstica?

O que é e para que serve a histeroscopia diagnóstica?Avalie esse artigo: A histeroscopia diagnóstica tem um nome difícil e, por vezes, vem seguida de apreensão: como é feito o exame? Dói? Por que ele precisa ser feito? Essas são […]

Leia mais

Este post foi visto 34 vez(es).

Você conhece a estimulação ovariana? Entenda mais sobre o assunto!

Você conhece a estimulação ovariana? Entenda mais sobre o assunto!Avalie esse artigo: Ainda cercada de muitas dúvidas e medos — é um procedimento arriscado? Compromete a saúde da mulher? Engorda? E a síndrome da hiperestimulação ovariana, quando acontece? —, a estimulação ovariana […]

Leia mais

Este post foi visto 33 vez(es).

Anticoncepcional de uso contínuo diminui a fertilidade?

Anticoncepcional de uso contínuo diminui a fertilidade?Avalie esse artigo: Muitas mulheres utilizam anticoncepcional de uso contínuo no Brasil. Contudo, muitas delas ainda têm receios sobre a relação desse método com a fertilidade. Em parte, isso ocorre porque os anticoncepcionais evoluíram com o […]

Leia mais

Este post foi visto 28 vez(es).

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco