Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99650-0786 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850 Manhuaçu - MG - (33) 98855-0015

agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

Útero septado impossibilita a gravidez?

Útero septado impossibilita a gravidez?

Muitas mulheres sonham em engravidar um dia e sabem que um passo importante nessa jornada é a realização de exames médicos. É nesse momento que muitas delas descobrem o útero septado.

Essa é uma revelação que pode trazer muitas dúvidas e insegurança. Alguns dos questionamentos são sobre as possíveis causas e tratamentos. No entanto, o mais importante é: isso pode me impedir de engravidar?

Vamos esclarecer aqui algumas das questões que surgem com a descoberta do útero septado e procurar tranquilizar as futuras mães.

As causas do útero septado

O útero septado é uma malformação congênita, isto é, a menina nasce com um septo (uma parede) que divide internamente o útero. Essa divisão pode ser total ou parcial.

É por volta da 9ª semana de gestação que se forma o útero da futura menina. Nesse momento, os ductos de Müller se fundem para dar origem às tubas uterinas e ao útero. Para a formação correta do útero, é preciso que haja uma fusão entre os ductos.

Quando essa fusão não ocorre adequadamente ou ocorre parcialmente, resta uma membrana (o septo) dentro do órgão. O útero septado é o tipo mais comum de anomalia mülleriana, atingindo cerca de 3% a 7% da população feminina.

Sintomas e diagnóstico

O útero septado não tem sintomas, não provoca alterações no ciclo menstrual nem aumenta a intensidade de cólicas. Porém, o seu diagnóstico é simples.

Alguns exames de imagem, como a histerossalpingografia e a vídeo-histeroscopia diagnóstica, permitem identificar se o útero é total ou parcialmente septado.

Riscos do útero septado

A presença do septo no útero pode dificultar a nidação, aumentando as chances de perda do embrião. A implantação do embrião no septo é inviável, pois essa membrana é pouco vascularizada.

Já a implantação na parede do útero pode ocorrer normalmente. Contudo, o espaço destinado ao bebê será menor. Com seu crescimento, aumenta o risco de aborto ou mesmo de parto prematuro.

Tratamento

A cirurgia para retirada do septo é o único tratamento indicado. Essa retirada é feita por meio de uma histeroscopia cirúrgica.

A cirurgia é feita em bloco cirúrgico com anestesia, por via vaginal, por profissional experiente, e requer acompanhamento pós-operatório para prevenir a formação de aderências durante a cicatrização da parede uterina. As taxas de sucesso dessa intervenção são altas.

A infertilidade é uma realidade na vida de vários casais. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que, apenas entre as mulheres, mais de 10% tem problemas de fertilidade. Portanto, se você está com dificuldade para engravidar há mais de 1 ano, deve buscar o auxílio de um médico.

Você já fez seus exames de imagem? Teve o diagnóstico de útero septado? Compartilhe sua experiência ou suas dúvidas. Deixe aqui seu comentário.

Compartilhe:

1
Deixe um comentário

1 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
1 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
1 Autores de comentários
  Se inscrever  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Fernanda

Eu tenho ultero bicorno é gostaria de fazer a cirurgia mas não sei aonde faz

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco