Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 9979-01109 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850 Manhuaçu - MG - (33) 98855-0015

agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

Vitamina B12: os benefícios para a saúde e fertilidade masculina

Vitamina B12: os benefícios para a saúde e fertilidade masculina

A vitamina B12, também chamada de cobalamina ou cianocobalamina, está vinculada ao metabolismo de quase todas as células do corpo humano, pela sua relevante função na síntese de DNA.

Muitos estudos revelaram os efeitos da vitamina B12 para a saúde do homem, sobretudo na qualidade do sêmen e na fisiologia do espermatozoide. Portanto, no post de hoje, abordaremos os benefícios da ingestão adequada dessa vitamina, com enfoque na fertilidade masculina.

Funções da vitamina B12 no organismo

B12 é uma vitamina que influencia a saúde reprodutiva masculina. Ela está associada à produção de células vermelhas, funções cerebrais superiores, síntese do DNA espermático, metabolismo celular e maturação do DNA. Deficiências dessa vitamina resultam em uma queda da motilidade espermática.

Sua relação com a produção de DNA tem implicações importantes para a fertilidade masculina, especialmente em associação com a saúde e a produção do sêmen. Acredita-se que a deficiência da vitamina B12 possa levar à degeneração do espermatozoide e, consequentemente, à infertilidade.

Muitos estudos comprovam que homens com deficiências de vitamina B12 e baixa contagem de espermatozoides podem se beneficiar significativamente de uma suplementação com grande dose da vitamina. Descobriu-se que a contagem de espermatozoides aumentou ligeiramente em associação com suplementação de mecobalamina — uma forma de vitamina B12. Em 60% dos homens que receberam o suplemento a contagem de espermatozoides melhorou.

Muitos fatores podem contribuir para a disfunção erétil. Segundo estudos do Men Fertility, o provimento insatisfatório de B12 pode danificar os nervos do órgão genital masculino. Sem tratamento, o dano impedirá o desenvolvimento e a manutenção de uma ereção, reduzindo a capacidade de manter relações sexuais e consecutivas ejaculações, levando a problemas de fertilidade.

Portanto, é imprescindível buscar atendimento médico e testar os níveis de vitamina B12 caso os homens tenham sintomas de disfunção erétil.

Principais alimentos fontes de B12

Os principais alimentos que são fontes da vitamina são:

Embora uma dieta equilibrada seja importante, os suplementos podem fornecer os nutrientes necessários em quantidades mínimas de forma mais econômica e eficiente do que qualquer dieta normal.

Outro aspecto importante diz respeito à absorção da vitamina, que pode ser dificultada quando a pessoa tem um histórico de alcoolismo ou tabagismo. E, a longo prazo, o uso de antibióticos também reduz a capacidade de absorção da vitamina.

Efeitos negativos à saúde

Sabe-se que essa vitamina realiza processos importantes no organismo. O melhor método para diagnosticar sua deficiência é a dosagem de B12 no sangue. Ela é essencial na formação do sangue, e sua carência pode causar a anemia perniciosa, em que os glóbulos vermelhos alteram seu tamanho (ficam muito grandes).

Ademais, em virtude de sua relevância no organismo, a deficiência da vitamina pode causar disfunções diversas, como fadiga crônica, dores musculares e fraqueza, falta de concentração e memória, tontura, falta de apetite, depressão, estresse, entre outras — além dos fatores relacionados à fertilidade citados anteriormente.

Principais benefícios

A vitamina possui um papel essencial no tratamento da fadiga adrenal, mantém o sistema nervoso e cardiovascular saudáveis, além de apresentar múltiplas funções metabólicas — incluindo produção de enzimas, síntese de DNA e equilíbrio hormonal.

Dentre os principais benefícios, podemos destacar:

Finalmente, observa-se que a vitamina B12, em doses normais ou terapêuticas, é vital para a fertilidade masculina. Por isso, é necessário estar atento aos sintomas e manter uma alimentação saudável e equilibrada.

Gostou do nosso post sobre os benefícios da vitamina B12? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a também dominarem o assunto!

Compartilhe:

Se inscrever
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
o mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Júnior Da Trindade Costa
10 meses atrás

Top

Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco

Comunicado

SARS Cov-2 (COVID 19): vacinas, reprodução assistida e grávidas
• Posição atual conjunta •

03 de fevereiro de 2021

Grandes avanços dos estudos colaborativos incluem hoje pelo menos 85 vacinas pré-clínicas em investigação ativa em animais, 65 em ensaios clínicos em humanos, com 20 vacinas que chegaram aos estágios finais de testagem, sendo 12 já em uso em diferentes países/situações. As principais vacinas disponíveis estão constituidas por partículas de RNA mensageiro (Pfizer-Biontech e Moderna), vírus inativado (CoronaVac,Sinopharma e Covaxin, Bharat Biotech), com adenovirus (Oxford-AstraZeneca, Johnson&Johnson e Sputnik V, Gamaleya).

A pandemia segue, e neste momento a discussão se centraliza no uso das vacinas disponíveis e as pacientes submetidas às técnicas de reprodução assistida, grávidas e populações de risco entre as grávidas.

Nossas sociedades, avaliando também as diretrizes emitidas por sociedades mundiais como a ESHRE, a ASRM, a IFFS e a ACOG (SOGC), consideram que dentro da disponibilidade possível:

1) A vacinação tem efetividade e não induz a risco aumentado de contrair a infecção por Covid 19. Embora ainda não hajam estudos humanos de longo prazo sobre a vacinação contra Covid-19 e gravidez, nenhuma das vacinas contém vírus Sars Cov-2 vivo.

2) Para indivíduos vulneráveis,que apresentam alto risco de infecção e / ou morbidade por COVID-19, dentre os quais estão as grávidas, não receber a vacina supera o risco de ser vacinado, previamente ou durante a gravidez. Inclui-se ainda neste grupo os profissionais de saúde e aqueles outros, de linha de frente, com maior risco de exposição.

3) Não há razão para atrasar as tentativas de gravidez ou tratamentos de reprodução assistida quando de vacina não disponível ou se pacientes fora de grupos de risco.

4) Decisões da utilização (ou não) das vacinas devem ser compartilhadas entre pacientes e médicos, respeitando-se os princípios éticos de autonomia, beneficência e não maleficência.

5) Esta informação sobre vacinas deve ser incluidas como um termo específico em um consentimento informado já existente. Red Latinoamericana de Reproducción Asistida – REDLARA

6) Seguirão atualizações, a cada momento que novos conhecimentos solidifiquem os dados atuais.

  • REDLARA - Red Latinoamericana de Reproducción Asistida
  • SBRA - Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida
  • SAMeR - Sociedad Argentina de Medicina Reproductiva
  • AMMR - Asociación Mexicana de Medicina de la Reproducción
  • PRONÚCLEO - Associação Brasileira de Embriologistas em Medicina Reprodutiva
  • SAEC - Sociedad Argentina de Embriología Clínica
  • SOCMER - Sociedad Chilena de Medicina Reproductiva
  • ACCER - Asociación de Centros Colombianos de Reproducción Humana
  • SURH - Sociedad Uruguaya de Reproducción Humana
  • AVEMERE - Asociación Venezolana de Medicina Reproductiva y Embriología

Referências
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x