Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

Gestação independente: o que é preciso saber sobre o assunto?

Gestação independente: o que é preciso saber sobre o assunto?

A gestação independente é a escolha por se tornar mãe sem um parceiro. Para isso, a mulher deve recorrer a um doador de sêmen e passar por tratamento com inseminação ou técnicas de fertilização.

Por que mulheres estão escolhendo gerar seus filhos sem o auxílio de um parceiro? Em geral, a maioria delas toma essa decisão por causa da idade tardia ou por relacionamentos malsucedidos.

Antes de decidir se tornar mãe sem um parceiro, é importante que a mulher analise seu contexto de vida. Buscar o apoio da família e dos amigos, assim como administrar bem a vida profissional, são dois fatores imprescindíveis para manter o equilíbrio, uma vez que a gestação exige muitas responsabilidades.

Neste post, abordaremos informações importantes sobre a gestação independente que ainda geram dúvidas nas mulheres. Continue a leitura e confira!

Como funciona o procedimento?

O primeiro passo após a escolha de se tornar mãe independente é procurar um médico especialista. Ele solicitará diversos exames para avaliar o funcionamento do aparelho reprodutor e selecionar o melhor método de concepção, de acordo com a indicação.

Durante esse processo, a mulher deve fazer a escolha do doador anônimo. Posteriormente, a amostra vai para o laboratório de reprodução assistida em que a paciente será submetida ao tratamento escolhido.

Como é feita a escolha do doador?

A paciente seleciona o doador a partir dos dados do banco de sêmen. O doador é anônimo, portanto não participa das decisões e não é considerado pai.

Quais são os tipos de tratamentos indicados nesses casos?

Os métodos de reprodução assistida utilizados são a inseminação intrauterina (IIU) e a fertilização in vitro (FIV).

Inseminação intrauterina

Também chamada de inseminação artificial, a IIU é uma técnica de reprodução assistida em que o sêmen é depositado diretamente dentro do útero da mulher, facilitando a fecundação.

Fertilização in vitro

Atualmente, é a técnica mais eficaz. Nela, a fecundação ocorre em ambiente laboratorial e depois é feita a transferência do embrião para o útero materno.

FIV é a técnica que tem as maiores taxas de sucesso e é mais indicada para mulheres que apresentam problemas ligados às tubas uterinas, endometriose ou idade avançada, devido à baixa reserva de óvulos.

A gestação independente é regulamentada?

O método de gestação independente é regulamentado pelas normas éticas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Essas normas estão definidas na Resolução CFM n° 2.168/17, que adota regras em defesa do aperfeiçoamento das práticas e da observância aos princípios éticos e bioéticos que ajudam a trazer maior segurança e eficácia a tratamentos e procedimentos médicos.

Por fim, ao optar pela gestação independente, é necessário que a mulher passe pela avaliação de um médico especialista em reprodução assistida. O acompanhamento vai proporcionar acolhimento e oferecer as melhores opções dentro da medicina reprodutiva.

Além disso, a própria clínica de fertilidade oferecerá apoio psicológico, a fim de manter o equilíbrio emocional, social e financeiro com a chegada de um filho.

Agora, que você entende melhor sobre a gestação independente, já pode entrar em contato com a gente e conhecer nossos tratamentos. Basta acessar nossa página!

Gestação independente: o que é preciso saber sobre o assunto?
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
É possível escolher o sexo do bebê na fertilização in vitro?

Enquanto muitos casais preferem manter a surpresa para a hora do nascimento, outros desejam descobrir se o bebê é menino ou menina o quanto antes, seja por ansiedade, seja para planejar o enxoval. Existem também aqueles que, estando em um […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco