Fechar
Icone Newsletter
Endometriose | Conheça os sintomas e tratamentos

Garanta o seu e-book grátis sobre endometriose agora e saiba tudo sobre os sintomas e os tratamentos existentes.

Clique aqui e confira mais e-books gratuitos como, Entenda a infertilidade feminina e guia sobre a fertilização in vitro.
Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99827-2517 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850

agendamento de consulta

Quando devo pensar em ovodoação?

Quando devo pensar em ovodoação?

A doação de óvulos, também conhecida como ovodoação, é parte dos tratamentos existentes de reprodução assistida. Ela é indicada para mulheres que têm o sonho de engravidar, mas possuem algumas limitações.

No Brasil, esse procedimento é autorizado, embora exija alguns cuidados e o cumprimento de regras.

Saiba, a seguir, quando pensar em ovodoação e como submeter-se ao processo para gerar uma gravidez.

Entenda o conceito de ovodoação

A ovodoação é o processo de doação de óvulos de mulheres com idade menor que 35 anos, para mulheres que esperam engravidar, mas não possuem mais óvulos. Isso pode acontecer por motivos naturais, como a menopausa, ou após algum tratamento, como quimioterapia, radioterapia ou cirurgia para retirada dos ovários.

O procedimento de ovodoação é bem simples. Ele é feito depois de uma estimulação ovariana para um ciclo de FIV.

Veja como esse procedimento funciona no Brasil

Atualmente, a prática de reprodução assistida é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

A doação não poderá ter caráter lucrativo ou comercial e os doadores não devem conhecer a identidade dos receptores e vice-versa.

É permitida a situação identificada como doação compartilhada de oócitos em RA, em que doadora e receptora, participando como portadoras de problemas de reprodução, compartilham tanto do material biológico quanto dos custos financeiros que envolvem o procedimento de RA. A doadora tem preferência sobre o material biológico que será́ produzido.

O maior objetivo, nesse caso, é dividir os benefícios igualmente, por isso o nome “doação compartilhada”.

Saiba quando é indicado doar óvulos e quem pode fazê-lo

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, a doação deve ser feita por mulheres que tenham menos de 35 anos.

Além disso, é importante que a doadora não tenha nenhuma doença genética e nenhuma doença infectocontagiosa

A ovodoação é um tratamento que existe desde a década de 1980 e, desde então, tornou-se uma prática com resultados precisos e seguros. Para submeter-se ao tratamento, é essencial procurar por uma clínica segura e que tenha profissionais competentes e qualificados.

Quando devo pensar em ovodoação?
Avalie esse artigo:

Compartilhe:

Tags:

Categorias:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de

ÚLTIMA DO BLOG Ver todos os posts
Quais são os principais sintomas do aborto?

Uma em cada seis mulheres sofre aborto espontâneo, uma das complicações mais comuns do primeiro trimestre da gravidez. As causas mais comuns associadas à perda de gravidez são as malformações uterinas e as alterações genéticas. Em uma grande parte das […]

Leia mais
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco