Fechar

Selecione uma unidade para enviar um Whatsapp:

Belo Horizonte - (31) 99650-0786 Juiz de Fora - (32) 98888-2776 Governador Valadares - (33) 98866-1706 Rio de Janeiro - (21) 99566-1850 Manhuaçu - MG - (33) 98855-0015

agendamento de consulta

Unidade Belo Horizonte | +55 (31) 2102-6363

Quando devo pensar em ovodoação?

Quando devo pensar em ovodoação?

A doação de óvulos, também conhecida como ovodoação, é parte dos tratamentos existentes de reprodução assistida. Ela é indicada para mulheres que têm o sonho de engravidar, mas possuem algumas limitações.

No Brasil, esse procedimento é autorizado, embora exija alguns cuidados e o cumprimento de regras.

Saiba, a seguir, quando pensar em ovodoação e como submeter-se ao processo para gerar uma gravidez.

Entenda o conceito de ovodoação

A ovodoação é o processo de doação de óvulos de mulheres com idade menor que 35 anos, para mulheres que esperam engravidar, mas não possuem mais óvulos. Isso pode acontecer por motivos naturais, como a menopausa, ou após algum tratamento, como quimioterapia, radioterapia ou cirurgia para retirada dos ovários.

O procedimento de ovodoação é bem simples. Ele é feito depois de uma estimulação ovariana para um ciclo de FIV.

Veja como esse procedimento funciona no Brasil

Atualmente, a prática de reprodução assistida é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

A doação não poderá ter caráter lucrativo ou comercial e os doadores não devem conhecer a identidade dos receptores e vice-versa.

É permitida a situação identificada como doação compartilhada de oócitos em RA, em que doadora e receptora, participando como portadoras de problemas de reprodução, compartilham tanto do material biológico quanto dos custos financeiros que envolvem o procedimento de RA. A doadora tem preferência sobre o material biológico que será́ produzido.

O maior objetivo, nesse caso, é dividir os benefícios igualmente, por isso o nome “doação compartilhada”.

Saiba quando é indicado doar óvulos e quem pode fazê-lo

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, a doação deve ser feita por mulheres que tenham menos de 35 anos.

Além disso, é importante que a doadora não tenha nenhuma doença genética e nenhuma doença infectocontagiosa

A ovodoação é um tratamento que existe desde a década de 1980 e, desde então, tornou-se uma prática com resultados precisos e seguros. Para submeter-se ao tratamento, é essencial procurar por uma clínica segura e que tenha profissionais competentes e qualificados.

Compartilhe:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Faça seu agendamento

Proporcionamos um atendimento exclusivo exatamente como você merece.

AGENDE SUA CONSULTA
ENTRE EM CONTATO

Alguma dúvida sobre fertilidade?
Fale conosco